Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Minha Vida é um Livro

por Miss F, em 05.01.17

20154491_V4uqr.jpeg

 

A Magda quer que me inspire para aparecer mais por aqui e, por isso, desafiou-me a mostrar que A minha vida é um livro. O desafio consiste em construir uma história com os títulos dos livros que lemos em 2016 e nunca pensei chegar um momento em que pensasse 'Ainda bem que este ano li pouco', mas há sempre coisas positivas em todas as circunstâncias!

20154550_Oa7Ms.jpeg

 

Era uma vez um pássaro, tão belo e tão singular, um papagaio de papel. Alguém um dia o viu num parque e decidiu começar a Crónica do Pássaro de Corda, esperando com isso alcançar o sucesso. A sua esposa, de nome peculiar Pitonisa, uma pessoa de pouca crença na sorte, aconselhou-lhe que devia Comer, Orar, Amar ao invés de abraçar tamanha empreitada, acescentando na temática da ornitologia 'Olha que ainda há pouco quase Mataram a Cotovia, mas não conseguiram que ela fugiu!'

 

Desmotivado, o pobre procurou aconselhamento com a sua amiga Bridget. Durante a conversa esta confessou-lhe que também tinha iniciado o seu Diário de Bridget Jones, porque se não escrevermos tudo o que nos apoquenta durante The Edge of Reason nunca o vamos fazer. Continuou o seu caminho e, coincidências da vida, encontrou a sua amiga de cabelos negros, a quem chamavam A Rapariga Corvo. Esta perguntou-lhe o que achava a sua esposa, e posta a explicação, disse-lhe com doçura 'Às vezes penso que tens Fome de Fogo, sempre em busca de problemas'. Não deixou de o apoiar e gostou da ideia por também ela ser apaixonada por pássaros. Deixou-lhe um último alerta 'Segue o teu coração e escreve, só nunca deixes de lado As Instruções da Pitonisa, senão acabas a dormir na rua.'

 

Sentado numa catedral, e seguindo as instruções da sua mulher, o nosso escritor vai orar. Olha para cima em busca de inspiração divina, mas só encontra uma Clarabóia. Fica a pensar em tudo o que já passou e decide 'Pela Memória das Minhas Putas Tristes, e nem que tenha de remexer n' Os Pilares da Terra, hei-de acabar a minha crónica'. Decidiu mais uma vez pôr-se a caminho e encontrou um amigo que escrevia sobre a sua família, numa obra a que chamou O Livro dos Baltimore. Percebendo que o seu amigo de tudo fazia para viver Furiosamente Feliz, achou no entanto uma afronta que este se dispusesse a contar os Segredos de Família.

 

Foi viajando, até que deu com uma estranha num bar com quem meteu conversa. Esta dizia-lhe estar triste com os homens e que procurava algo com significado. Quando ele perguntou o que procurava então num bar de beira de estrada ela respondeu, secamente, 'Olhe, aqui esta Mulher Procura Homem Impotente para Relacionamento Sério!'. Riu, já ébria, e acrescentou, 'Não me leve a mal, isto são os Gritos do Passado que me atormentam'.

 

E assim, ele voltou para casa pensando, com pesar, que tinha à sua espera o Harry Potter e a Criança Amaldiçoada para jantarem, que a sua esposa muito gostava de ter convidados ilustres na sua casa. Durante o jantar, e depois da sua mulher decidir partilhar com as visitas o seu empreendimento, Harry exclamou 'Meu amigo, verá na minha irmã A Amiga Genial para o ajudar e inspirar!'. Pouco convicto, o nosso amigo lançou-se em desculpas, clamando que aquilo que a esposa tinha tentado dizer é que ele apenas tentava criar uma História do Novo Nome para o seu papagaio, não era nada por aí além.

 

Harry, desapontado e já com avanço no lícor, lançou-se num discurso emocionado.

 

- 'Embora amaldiçoada, fique sabendo que durante Os últimos dias dos nossos pais, foi ela quem tomou as rédias da casa. Há sempre alguém que sabe uma História de Quem Vai e de Quem Fica, só não podemos é adivinhar que alguns vão tão rápido e outros se demorem'.

- 'Meu caro Harry, a vida é mesmo assim, é um jogo'.

- 'Só nos resta saber se estamos a jogar o Jogo do Diabo ou O Jogo do Anjo'.

 

The End

 

Caramba, que isto é que foi puxar pelos miolos! Este ano li muito pouco, e mesmo assim, acho que me faltam aqui livros. Espero que gostem da minha pequena história estapafúrdia.

 

Como diz que tem que se desafiar alguém, desafio as seguintes meninas a embarcarem neste desafio.

 

M.J. 

Azulmar

Just Smile

Maria (depois disto um queque e um galão?)

Tea (andas tão desaparecida como eu, olha que isto desenferrujou-me os dedos!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:33

Bye bye 2016

por Miss F, em 31.12.16

Eis que no último dia do ano a Miss F decide dar um ar de sua graça com um balanço do ano que hoje acaba.

 

Todos dizem que 2016 foi um ano péssimo e eu tendo a concordar. Passei por muitas coisas muito difíceis durante este ano que não esperava passar e acho que o stock de lágrimas para os próximos três anos esgotou.

 

Mas depois penso em tudo de bom que fiz e me aconteceu - conheci e conversei com um dos meus escritores preferidos, li livros fantásticos, fui a Paris, visitei a Disney e o Louvre, este último um sonho desde criança, fui a Bruxelas e pela primeira vez andei sozinha de avião. Andei de helicóptero. Caramba, fui Campeã Europeia de Futebol e chorei como se não houvesse amanhã! Em Abril vi uma das minhas bandas preferidas, das poucas que me faltava ver ao vivo e estava tão perto do palco que quase toquei na minha adorada Florence; em Julho revi os Arcade Fire num concerto melhor do que o que tinha visto e diverti-me imenso no Alive. Saí, bebi, dancei, ri-me e diverti-me imenso com as minhas amigas. Mais que tudo, saí da minha zona de conforto e fiz coisas que nunca pensei fazer, o que me levou a valiosas aprendizagens.

2016 foi indubitavelmente um ano difícil, principalmente com situações inesperadas, difíceis de ultrapassar e que me magoaram. Não sinto que tenha mudado, nem vou usar o cliché de cresci imenso porque isso só acontece quando ponho saltos; continuo a mesma pessoa de sempre mas muito mais disponível para fazer coisas novas e diferentes.

Espero que 2017 seja um ano mais simples e com uma vida pessoal mais organizada que me permita ter cabeça para as coisas que tanto gosto me dão, como o blog por exemplo. Não prometo que volte em grande, mas vou tentar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:47

Críticas em blog alheio

por Miss F, em 02.09.16

Ora bem, como vos disse, quero retomar aqui o estaminé e vamos começar em grande. Uma das minhas impulsionadoras neste retorno foi a minha Team Leader, a Rita, que também tem um blog. Desde o início que falámos sobre os nossos blogs e, quando li a Bridget Jones, a Rita convidou-me para fazer um guest post no blog dela.

 

Finalmente, esta semana a Rita iniciou esse projecto no blog e eu sou a sua primeira convidada! Podem encontrar a review dos dois livros da Bridget Jones aqui, no From Pemberley To Milton. Uma novidade deste post é que (rufar de tambores!!!) vão ficar a descobrir a Miss F. A Miss F existe, chama-se Flávia e os amigos mais próximos tratam-na por Fla porque ela odeia o seu nome. Não, a Fla não costuma falar como jogador de futebol, é só para efeitos deste post em que o meu alter-ego Miss F está a apresentar a sua pessoa real. Na foto que a Rita insistiu para tirarmos (de surpresa, ao fim do dia, numa sexta-feira) estou de branco, num Verão em que mal pus os pés na praia e com um ar mega cansado (thanks Rita!).

 

Aproveitem para ficar a conhecer o blog da Rita, ela fala essencialmente de JAFF - Jane Austen Fan Fiction, mas para quem gosta de Jane Austen é um blog muito interessante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Qual Fénix, eis que Renasci

por Miss F, em 01.09.16

Confessem, já tinham saudades da Miss F, não é verdade? Podia deixar-vos no escuro e dizer que, pronto, coisas da vida, mas há explicação para tudo isto. Como vos disse há uma eternidade iniciei um novo trabalho e tem-me dado muito trabalho, de tal forma que fiquei sem cabeça para vir ao computador. Apesar disto, estou a adorar!

 

Sabem que em tempos achei que isto seria demais para mim, um passo maior que a perna, mas a verdade é que gosto muito do trabalho e da minha equipa e acho que no geral está a correr bem. 

 

A nível pessoal, a minha vida deu uma volta radical, nada que me tenha destruído, mas foram tempos difíceis. Agora estou bem, como uma verdadeira Fénix renasci das cinzas e agora é onwards and upwards.

 

Não quero prometer nada que não possa cumprir, mas vou tentar voltar a escrever aqui no blog, é uma coisa que também sinto falta. Sabem aquelas histórias palermas que vos contava? Claro que continuam a acontecer, que já se sabe que a Miss F é um desastre ambulante. Portanto, bora lá retomar isto? 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:08

Uma paixão chamada livros - Dia 20

por Miss F, em 26.02.16

Falei-vos deste livro quando o li, no ano passado, e a minha opinião não foi das melhores. Se há Sequela que nunca devia ter sido impressa é sem dúvida The Girl in The Spider's Web

 

Foi o pior livro que li em 2015, é muito mauzinho por todos os motivos e mais alguns. Leiam a review se quiserem que a mim até me custa perder mais tempo a falar neste livro!!

 

 

 

_________________________________________________

 MagdaM*The Daily MiacisMulaMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMNathyMJJustAna Rita Garcia M.TeaJust Mom, Carla Godinho, Carla B.Neurótika Webb e Noqe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Uma paixão chamada livros - Dia 19

por Miss F, em 25.02.16

Ora advinhem lá, se conseguirem, que esta é daquelas assim muito difíceis, diria quase impossível, mas vocês são fortes, por isso digam lá, qual é a minha Colecção/Saga Favorita?

 

(Rufar dos Tambores)

 

Harry Potter!! Han digam lá que não vos surpreendi? Ah pois, sou sempre imprevisível nestas coisas. Pois que já vos disse que os livros são como se fossem os meus filhos, mas vou aproveitar este post para tentar explicar o que torna esta saga tão especial para mim.

 

O Harry acompanha-me desde os dez anos. Quando ele estava a ter crises de adolescente, eu estava a ter crises de adolescente, e isso fazia-me sentir melhor. Depois temos a Amizade. Estes livros descrevem na perfeição aquilo que são amizades verdadeiras e acho que muita gente podia aprender com o Ron, a Hermione e o Harry. Temos a luta do bem pelo mal, em grande escala, é certo, mas a Rowling consegue pôr lá conselhos muito válidos sobre fazer o que está certo, enfrentar as coisas quando elas acontecem e lembrarmo-nos de ver aquilo que há de bom em todas as coisas más. Tenho ainda de falar na crítica à imprensa, no sentido de quase nos alertar que nem tudo o que vemos nos jornais é verdade e devemos sempre questionar aquilo que nos estão a dizer.

 

Por tudo isto, e por muito mais que é difícil traduzir em palavras, o Harry Potter é uma parte muito importante de mim. Quando penso nas personagens são como amigos com quem não falo há algum tempo e que sei que estão sempre ali, à distância de um folhear de página, para me fazerem companhia.

 

 

_________________________________________________

 MagdaM*The Daily MiacisMulaMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMNathyMJJustAna Rita Garcia M.TeaJust Mom, Carla Godinho, Carla B.Neurótika Webb e Noqe

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Uma paixão chamada livros - Dia 18

por Miss F, em 24.02.16

Isto já se torna repetitivo, mas se há Livro do qual nunca me vou separar são os meus livros do Harry Potter. Ainda hoje um colega de faculdade está à espera que eu lhe empreste a Pedra Filosofal, eu fui-me fazendo de esquecida porque se há livros que me parte o coração emprestar são estes. 

 

Sabem aquelas mães que têm medo de deixar os filhos irem de fim-de-semana com alguém porque temem o que lhes possa acontecer? A minha colecção do Harry Potter são os meus filhos, vão estar sempre melhor comigo e saber que eles estão fora de casa deixa-me os nervos em franja!

 

 

_________________________________________________

 MagdaM*The Daily MiacisMulaMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMNathyMJJustAna Rita Garcia M.TeaJust Mom, Carla Godinho, Carla B.Neurótika Webb e Noqe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Uma paixão chamada livros - Dia 17

por Miss F, em 23.02.16

E sei lá eu qual é o Livro mais caro da minha estante?? Acredito piamente que dinheiro gasto em livros nunca é mal gasto, um livro enriquece-nos sempre, de uma forma que nenhum dinheiro do mundo consegue fazer. Por isso, livro comprado, preço esquecido. 

 

Consigo mais facilmente lembrar-me dos livros baratos que comprei do que dos mais caros, também porque estou sempre atenta a promoções para poder poupar dinheiro.

 

Esta conversa toda faz-me lembrar que em 2016 ainda não comprei nenhum livro. Onde está a minha medalha???

 

 

 

_________________________________________________

 MagdaM*The Daily MiacisMulaMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMNathyMJJustAna Rita Garcia M.TeaJust Mom, Carla Godinho, Carla B.Neurótika Webb e Noqe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Uma paixão chamada livros - Dia 16

por Miss F, em 22.02.16

Hoje é suposto falar-vos de um Livro que marcou a infância e ocorrem-me os dois primeiros livros a sério que recebi, no primeiro Natal em que já sabia ler: Chocolate à Chuva e Águas de Verão, de Alice Vieira. Esta autora era a minha preferida quando era pequenina (até conhecer o Harry Potter) e sem dúvida que foi uma autora que marcou a minha infância. Adoro a forma como ela falava de assuntos de adultos adaptados para crianças, enaltecendo o quanto as crianças percebem sem que os adultos percebam que elas percebem. Um dos dias mais tristes e mais felizes da minha existência foi quando a Alice Vieira foi à minha escola, andava eu no 5º ano. Foi feliz porque pude fazer perguntas a uma escritora e estava super entusiasmada. Foi triste porque tinha deixado em cima da mesa o Chocolate à Chuva para ela autografar e esqueci-me de levá-lo para a escola, só tive direito a um autógrafo numa folha. Viria a ler muitos mais livros da autora, muitas das histórias até se baralham na minha cabeça, mas estes vão ser sempre especiais por terem sido os meus primeiros livros só com letras, sem desenhos como a Anita e banda desenhada da Disney.

 

Agora que penso nisso, se for buscar livros de antes de saber ler realmente quem mais me marcou foi a Anita. Pedi mil vezes ao meu pai que me lesse Anita Está Doente, de tal forma que às tantas, sem ler, já ia lendo o livro pegando nas imagens e relembrando aquilo que o meu pai me tinha lido. Por isso é que quando me perguntam com que idade comecei a ler eu respondo, em tom de brincadeira, que aos 3-4 anos já lia sem conhecer as palavras, tal era o gosto que tinha pelos livros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00

Uma paixão chamada livros - Dia 15

por Miss F, em 19.02.16

Não queria nada nada repetir livros neste desafio, mas quando penso num Livro que custou a ler o Ensaio Sobre a Cegueira do Saramago é a resposta óbvia. É um livro que custa ler porque temos de enfrentar a nossa própria cegueira. Temos de enfrentar aquilo que não gostaríamos de ser mas que, inevitavelmente, todos somos. E não existe maior dificuldade do que admitir as falhas que todos, enquanto pessoas e enquanto sociedade, temos.

 

 

 

_________________________________________________

 MagdaM*The Daily MiacisMulaMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMNathyMJJustAna Rita Garcia M.TeaJust Mom, Carla Godinho, Carla B.Neurótika Webb e Noqe

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:00


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D