Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Odeio pessoas

por Miss F, em 30.09.15

Toda a gente, por muito que não o admita, odeia pessoas. Pode não ser no geral, mas há tipos de pessoas que reúnem consenso - muita gente os odeia. Como acho que o ódio contido é mau para a nossa saúde decidi lançar esta rubrica e assim todos podem vir para aqui destilar os seus ódios de estimação. Atenção, não estamos aqui a falar de linchamento público de esta ou daquela pessoa, estamos a falar de subespécies do ser humano. Para dar um exemplo, a minha irmã odeia pessoas que trauteiam na rua.

 

O meu compromisso convosco é todas as quartas-feiras ter aqui um ódio de estimação, devidamente descrito e dissecado, com relatos de situações ilustrativas para que possam visualizar bem a coisa. Se quiserem juntar-se é só copiar a ideia (mas pelo menos digam de onde veio ou correm o risco de vir a ser encaixados, sub-repticiamente, nesta mesma rubrica!).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36

Elogios bonitos

por Miss F, em 30.09.15

Por muitas pessoas que conheça na vida, tu vais ser sempre aquela que mais livros devora por ano!

 

Esta frase de uma amiga minha pode parecer, para muitos, uma simples constatação, uma coisa sem importância mas, de facto, aquilo que melhor me define são os livros e tomei esta frase como um elogio. Todas as pessoas têm um traço distintivo, algo que se destaca nelas, e o meu é ler - e muito. Não leio por metas, defino por alto alguns livros que quero ler em determinado ano, mas vou lendo sem pressão e sem temporizador. Contudo, sabe-me bem que os outros reparem nestas coisas. Vaidades!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28

Detalhes do meu cantinho de leitura

por Miss F, em 30.09.15

Vocês pediram muito e como eu não gosto de deixar os pedidos por atender deixo aqui algumas fotos do meu novo cantinho de leitura (podem ler sobre isso aqui). Estas são as fotos já trabalhadas por mim. Embora não considere que tenha um talento natural para a fotografia (que não tenho) gosto de brincar com as ferramentas de edição de imagem (sou viciaaaada no Instagram), que melhoram sempre qualquer coisinha que tenha ficado pior. Corta-se aqui, vira-se ali, dá-se brilho acolá e - voilá! Uma foto como nova.

 

DSCN1281.JPG

Ora, este é o tal sofá que ganhei e que faz toooda uma diferença no meu quarto. Reparei, depois de tirar a foto, que a manta está um pouco assimétrica mas tive preguiça de ajeitar e ir tirar novamente. Como já devem ter visto pelo novo rosto do blog eu não resisto ao cor-de-rosinha, o que se há-de fazer? Sou pindérica. Por cima tem um quadro de Londres que me ofereceram há anos, este não é o destino final mas tenho de ir comprar ferramentas para o pôr onde quero e ainda não fui. 

 

 

DSCN1283.JPG

A minha prateleira Murakami. Sim, são pouquinhos. Em parte porque, como disse à M*, só descobri em 2013, mas também porque me faltam alguns que emprestei a amigos. Esta bonequinha é um mealheiro que costumava estar na sala e nunca lhe dei importância, contudo achei que agora ligava lindamente com o Murakami e cá está ela!

 

 

DSCN1284.JPG

A minha paixão, o meu orgulho, a minha prateleira preferida no mundo! São os meus livros do Harry Potter e da J.K. Rowling. A figurinha ofereceram-me no lançamento do último livro em inglês na Fnac (a varinha já se perdeu com tantas mudanças). A caneca de Hogwarts comprei quando fui a Londres, em 2014, na loja que há em King's Cross. Como devem reparar não tenho o útlimo livro em português. A maior parte das pessoas fica chocada como é que eu, a maior fan do Harry Potter que conhecem, não tem esse livro. Pois é meus caros, eu tenho uma teoria rocambolesca - sinto que, quando comprar o último em português, a história acaba de vez (até rimou!), sinto que deixo de ter alguma coisa que falta. Por isso, da mesma forma que decidi que só relia tudo aos 30 (está a custar taaaanto), também decidi que quando isso ocorrer é que compro o último livro e leio em português. A minha esperança é que a essa idade já tenha mais juízo e já consiga lidar com o fim.

 

Maaas se pensam que isto é tudo o que tenho do Harry Potter desenganem-se: há porta-chaves, canetas, caixas, agendas, borrachas, T-Shirts, a foto na Platform 9 3/4, e tudo e tudo, mas estão espalhadas. A minha irmã (que me ajudou com a mudança) já dizia 'Se eu vejo mais alguma coisa do Harry Potter dou-te com ela na cabeça!!!'

 

 

DSCN1291.JPG

Esta é uma amostra do sistema de cores dos livros. Não fiz arco-íris, fui só juntando em blocos de cor. Estão muitos géneros misturados, desde romances, biografias, livros mais técnicos/políticos e clássicos. Tirei a foto neste preciso ponto da estante para terem uma ideia dos meus gostos variados - vai de Platão ao David Beckham, de Jane Austen a Bridget Jones. Por isso é que me foi tão difícil nestas confissões indicar um género literário que não leia, leio de tudo um pouco!

 

 

DSCN1294.JPG

Esta sei que é uma prateleira conflituosa, sei que muitas pessoas vomitam ao som de Fifty Shades, mas eu adoro. O quadro que está por trás foi uma prima que me ofereceu no Natal e eu A-DO-RO. A máscara ofereceram-me na Fnac quando a E. L. James veio cá a uma sessão de autógrafos e as velas já tenho há anos. Achei que estas coisinhas resultavam muito bem umas com as outras. Se repararem tenho 4 livros - um, em português, que está autografado, e a trilogia em inglês. Falta aqui o Mr Grey, que já tem livro próprio e porquê? No dia do lançamento saí de casa cedo para ir comprar, mas nos sítios onde fui ainda não estava à venda. Frustrada, voltei para casa e, como não sou uma moça paciente lembrei-me 'Espera lá que tu tens o Kobo!', por isso saquei e li em dois dias. Mas não pensem que vou deixar de o ter, quero completar a minha colecção!

 

DSCN1287.JPG

Por fim, os meus souvenirs de viagens internacionais - o Coliseu de Roma e o Big Ben. Embora tenha escrito sobre Roma, fiquei-me pelo primeiro dia e nunca vos contei os restantes (pura prequiça, admito sem pudor!).

 

E pronto, assim ficam algumas fotos do meu novo quarto, alguns detalhes que quis partilhar convosco. Como diz o outro, uma imagem vale mais do que mil palavras (embora eu não me tenha contido nas palavras, desde pequena que tenho o defeito de explicar tudo ao pormenor), por isso espero que gostem!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:51

Dúvidas que o tempo nos traz

por Miss F, em 30.09.15

Junto-me à Tea na sua reflexão. Como é que é tempo? Podemos passar às roupas de Inverno ou aguardamos? Esta semana andei em mudanças no meu quarto, como já vos contei aqui, e uma das coisas que ficou por fazer foi arrumar a roupa. Ora eu tenho variado entre botas pelo tornozelo e sandálias, consoante os dias. Continuo a usar blusas de verão mas já com um casaco por cima e um lenço. Sempre tive a "tradição" de em Setembro/Outubro fazer uma limpeza geral, guardar o que já não vou usar este ano, dar aquilo que já não me serve ou não me fica bem, e preencher o guarda-roupa com as roupas da nova estação. Mas este ano isso parece-me precipitado, ainda está demasiado calor para encher tudo de malhas e cachecóis felpudos.

 

Depois temos a roupa de cama - tenho ali em standby roupa de cama mais quente, mais fofinha, para completar a mudança mas ainda não troquei nada porque dispenso ficar cheia de calores durante a noite. Por isso querido tempo, vê lá se mudas de uma vez que as pessoas querem o frio, pode ser? Obrigadinhos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:41

Mais mudanças

por Miss F, em 29.09.15

Já vos disse que ando em mudanças. Esta semana decidi mudar completamente o meu quarto, mantendo tudo o que tinha e ganhando algumas coisas - sem gastar um tostão. Foram precisas muitas medições para ver se cabia tudo, muito trabalho de força, mudei de planos 37 vezes, ajustei pormenores mais umas 42 vezes mas, no fim, tudo ficou como eu queria.

 

A principal alteração foi ter ganho um sofá, o que permitiu que finalmente tenha uma coisa que sempre quis - um cantinho de leitura. Tenho uma daquelas mobílias que é a cama por baixo do móvel (estúdio? alçada?) tipo isto e estava farta de estar confinada a esse espaço. Por isso pus o sofá no lugar da cama, com as estantes cheias de livros e tenho um espacinho só para ler. Estu tão feliz que só quero passar lá os dias inteiros, com um chá, entre livros.

 

Outra modificação que fiz foi ordenar os livros por cores. E fica tãaaao giro! Foi difícil, principalmente porque as editoras são pouco originais ao nível das lombadas. Tenho milhentos livros pretos e cor-de-burro-quando-foge (aquele castanho que não é bem isso, com laivos de cinzento e bege), bastantes azuis, amarelos e encarnados e pronto. Não tenho um único livro verde, rosa ou laranja. Vá lá editoras, esqueçam as cores escuras sim? Vamos apostar em cores divertidas! Também nos livros continuo com prateleiras especiais: uma só da Rowling (que inclui o bonequinho e uma caneca do Harry Potter) e outra só do Murakami (com uma bonequinha oriental ao lado). Se pedirem muito eu tiro fotos.

 

Outra coisa que adoro é um mega quadro de Londres (que podem comprar no Ikea) por cima da minha cama. Como já devo ter dito, adoro Inglaterra e Londres em particular, por isso é o toque perfeito.

 

Fiquei muito feliz com esta mudança, agora sim - o quarto é mais meu!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:42

Até parece que há eleições

por Miss F, em 29.09.15

No sítio onde moro havia buracos na estrada já de estimação. As passadeiras existiam na memória colectiva mas já não se viam. Em quase todos os passeios havia buracos na calçada.

 

Desde há três semanas isto tem vindo a desaparecer e a ser melhorado - pintaram as passadeiras, taparam os buracos e vieram calceteiros tratar das calçadas. A Junta de Freguesia é de um dos dois principais candidatos. Se eu não soubesse até diria que há eleições à vista! Mas deve ser coincidência.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:01

Insólitos da vida

por Miss F, em 24.09.15

Já tinha explicado à Magda que sou desastrada. Que sou uma pessoa que tropeça estando parada. Ora esta semana fui jantar com uns amigos e acompanhei a refeição com limonada. Depois fomos a um café e bebi uma Água das Pedras. Porque estou a dar importância a isto? Porque ao levantar-me da mesa bato com toda a força num candeeiro que estava por cima da minha cabeça, eu diria que até fez barulho porque metade das pessoas ficaram a olhar para mim com ar preocupado (incluindo duas senhoras chinesas) e eu só ria desalmadamente. Lá saímos, entre tropeções e risos, com as pessoas a olharem. Chegamos ao carro, ainda a rir e.... PUM!! Ao entrar no carro bato novamente com a cabeça!!! Se isto tivesse acontecido num dia com um copito a mais ainda se compreendia, mas assim é de bradar aos céus.

 

Tendo uma costela hipocondríaca passei a noite à procura de sinais de lesão intracraniana (não deixes de ver a Anatomia de Grey não).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:12

Gillian Flynn - Review

por Miss F, em 23.09.15

Quando comcei a escrever esta review era suposto ser sobre o Sharp Objects, mas reparei que a única crítica que fiz ao trabalho de Gillian Flynn foi através do filme que saiu no ano passado. Desde então já tive oportunidade de ler a obra completa (são só três livros, mas assim soa melhor) e achei que tinha mais interesse fazer um post abrangente.

 

Sharp Objectsé o primeiro livro da autora mas foi o último que li e por isso está mais fresco na memória, li nas férias de Julho Lugares Escuros e Em Parte Incerta li algures entre Junho e Julho (em altura incerta**). O que mais gostei foi o Em Parte Incerta, acho que de todos é o que melhor explora a dimensão psicológica do ser humano. Todos os livros têm pontos comuns - as personagens principais são sempre mulheres, têm uma carga psicológica e emocional forte, e são muito dark. Há sempre uma relação difícil/inexistente das personagens com as mães, um facto que achei curioso. A escrita da autora é extraordinária (mais uma vez, atinge o seu expoente máximo Em Parte Incerta), muito fluida e sem grandes floreados desnecessários. Nos momentos mais altos torna-se cortante, mas sempre com um bom ritmo, de tal modo agradável que o último que li demorei apenas dois dias. São livros com histórias muito bem pensadas, completamente imprevisíveis. Mas quando digo completamente é ao estilo Agatha Christie, praticamente impossível chegar lá. No Sharp Objects pensei que tinha conseguido desvendar o mistério logo bem cedo (e até estava um pouco desiludida) mas depois, naturalmente, não adivinhei. Gosto disto nos livros, gosto que sejam um desafio para os leitores. Sim, sabe bem descobrir o final antes (como neste) mas sabe ainda melhor ser surpreendido.

 

Se nunca leram nada de Gillian Flynn sugiro que comecem pelo Em Parte Incerta, aposto que vão querer ler mais. Se não tiverem paciência para ler vejam os filmes, um teve nomeação para Oscar (quem é que adivinhou que ia ter, quem foi? Euzinha própria) e o outro conta com a Charlize Theron. 

 

Pontuações dos livros:

 

Sharp Objects 

Em Parte Incerta 

Lugares Escuros 

 

*Aviso à navegação: quando faço críticas de livros ponho os títulos consoante a língua em que li, daí que o Sharp Objects seja o único que, neste post, está em inglês.

**Sofro do problema de achar que tenho piada. Vá, riam-se lá que agora até tive.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

The Goldfinch - Review

por Miss F, em 22.09.15

Como vos disse há uns tempos embarquei numa aventura e pêras em Agosto, finalmente li o tão aclamado The Goldfinch de Donna Tartt. Demorei bastante, mais do que esperava, porque é um livro longo (quase 900 páginas) e pelo meio puseram-se férias, passeios aqui e ali e a coisa foi-se arrastando. Mas o que me fez demorar mais foi mesmo a falta de entusiasmo. Via críticas tão boas, pessoas que devoraram o livro em pouco tempo, coisas tão maravilhosas que acabei por ficar desiludida. Não achei o livro nadinha de especial. Mas vamos por partes.

 

No geral gostei da história, mas não gostei das personagens. Acho que a história contava-se bem (talvez até melhor) em 300-400 páginas, tudo demora muito a acontecer e isso torna-o aborrecido. Sempre que pegava no livro pensava 'Credo ainda não passei esta parte??'. Em segundo lugar, eu sou uma leitora que liga muito às personagens, gosto que me despertem sensações, gosto de os ver como pessoas a sério, gosto quando estou a ler um livro e, durante as horas em que não posso ler, tenho saudades das personagens. Gosto de personagens que me façam amá-las e odiá-las, mas sempre ao ponto de querer saber tudo o que lhes acontece. Sabem aquela sensação de fazer alguma coisa quotidiana e pensar em personagens de livros porque fizeram algo semelhante, mesmo que insignificante? No caso do Theodore Decker só conseguiu ser indiferente. Raramente me lembrava dele, nunca estive com aquele nervoso nos dedos para ir folhear mais páginas. Por isso, quando a personagem não me convence é uma tarefa difícil. Reconheço que a escrita em si não é má, é interessante, o problema está mais no ritmo do livro e nas personagens pouco interessantes. 

 

Contudo, achei o último capítulo muito interessante - muito filosófico, com uma escrita mais bonita e mais profunda. Foi a minha parte preferida do livro porque nos faz pensar. O livro levanta, ao longo da narrativa, algumas questões éticas e morais, o que é interessante mas pouco explorado, o que acho uma pena. Para um livro tão grande acho que havia espaço para a personagem se debater um pouco mais com algumas questões, no lugar dele sei que pensaria mais nas coisas - acho que faz parte da natureza humana questionar (por vezes até em excesso). Pode ser também esse o objectivo da escritora, deixar as questões para o leitor. Não posso dizer que tenha odiado, como disse o livro tem pontos positivos, mas não gostei assim tanto. 

 

Aproveito esta crítica para introduzir uma novidade: pontuações para cada livro (eu bem vos disse, estou em fase de mudanças!), em formato de . Uma signifca que não gostei, duas que gostei pouco, três não gostei muito mas reconheço pontos positivos no livro (o chamado nem carne nem peixe), quatro gostei, cinco adorei.

 

The Goldfinch recebe  .

 

To try to make some meaning out of all this seems unbelievably quaint. Maybe I only see a pattern because I've been staring too long. But then again [...] maybe I see a pattern because it's there.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Mudanças

por Miss F, em 21.09.15

Como afirmei neste desafio neste momento a minha vida está a mudar. Durante os últimos dois anos e meio o meu dia-a-dia não sofreu grandes alterações e agora está tudo a ficar diferente. Simultaneamente tenho tido vontade de que as coisas sejam mais à minha maneira, gosto de sentir que o que é meu representa aquilo que sou, que quando olham para as minhas coisas me vêem a mim. Acho que o Outuno é proício a mudanças, as folhas começam a cair e com elas deve cair tudo aquilo que está a mais, tudo aquilo que não nos faz falta e tudo aquilo que não nos enche as medidas. Aproveito sempre esta altura para introduzir novos hábitos que me façam mais feliz, que me preencham, e pequenas mudanças podem fazer a diferença. Assim, o blog acompanha estas mudanças que tenho andado a fazer e decidi torná-lo mais meu (vai-se a ver e não é assim tão complicado). Achava as cores anteriores muito pesadas, agora tem cores mais leves, cores que gosto, mas tive o cuidado de não o tornar berrante - afinal vocês é que o lêem! Fiz um facelift ao meu bichinho internético e estou satisfeita. Se está completamente ao meu gosto? Não, mas isto foi o melhor que consegui e isso chega-me. Gostava de ter um header todo xpto, com cenas e mambos a dar mais cor mas não o sei fazer, por isso fica assim, mais clean. Que acham desta nova cara?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:40

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D