Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Adoro pessoas das Finanças

por Miss F, em 15.04.15

Vem uma pessoa descansada das suas férias em Roma e percebe que tem de ligar para as finanças. Reúne todas as forças do seu ser e lá faz a chamada, depois de 1 minuto em espera (pensei que fosse pior) lá atende uma tiazoca com voz afectada. Começo a expor a situação, quando inicio a questão propriamente dita (tem a ver com trabalhar por conta de outrém mas ter passado actos isolados no ano passado) a senhora interrompe-me com um seco 'agora não entrega nada'. Eu questiono 'então mas o trabalho dependente dá para entregar apenas em Maio?' 'Oiça minha senhora (em tom arrogante, como se a minha questão fosse tão óbvia que estou a fazê-la perder precioso tempo que podia estar a empregar num café) agora não vai entregar nada, se passou actos isolados automaticamente só em Maio é que declara o anexo B e o trabalho dependente'.

 

Minha cara, se para mim isso fosse óbvio eu não estava a gastar dinheiro a ligar para aí. Dava jeito estas pessoas não se esquecerem que sou eu, contribuinte, que lhes estou a pagar o ordenado. Compreensão e simpatia não são conceitos difíceis. Se a antipatia pagasse imposto o ordenado desta senhora estava mais que pago.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:46



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D