Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Descobertas

por Miss F, em 05.02.16

É engraçado como temos uma percepção de quem somos e depois, em certas alturas da vida, percebemos que sempre estivemos errados. Tive sempre a convicção de que se fosse algum dia para um ginásio ia gostar daquelas aulas de grupo, mais ligeiras e divertidas, e achei que tinha uma tendência para coisas zen. Hoje experimentei Pilates e de facto percebi que não sou quem pensava. Afinal gosto é de levantar pesos, dar no duro, sentir os músculos a arder. Sim, esta aula foi interessante porque é também relaxante e ajuda a alongar os músculos, fazendo um equilíbrio entre o dar no duro e o relaxamento muscular. Mas identifico-me mais com aulas como o Body Pump, onde saio de lá sem força para lavar a cabeça (mas ainda assim lavo, ao contrário de muitas) ou mesmo ginásio onde posso fazer os exercícios à minha maneira.

 

Tem sido muito divertido fazer esta auto-descoberta, porque se há um ano me dissessem que ia fazer agachamentos com uma barra nas costas eu ia rir durante muito tempo, e agora faço isso. Se me dissessem que ia cortar nos açúcares, ter mais atenção ao que como e, principalmente, ter horários para comer eu ia atirar-me para o chão a rir. Sempre tive uma grande tendência para o 'comer qualquer coisa', e essa qualquer coisa era sempre pouco nutritiva, calórica e com gorduras desnecessárias, acrescido de ser a horas parvas - saltar o almoço era uma constante. Actualmente ando sempre carregada com comida para poder comer bem, a horas e de forma saudável.

 

E se nesta altura do texto já estão a pensar 'Pronto olha outra que se converteu ao fit! e agora só come erva', desenganem-se, continuo a comer chocolates, hambúrgueres e batatas fritas sempre que me apetece, mas procuro comer de forma saudável durante a semana e abusar (um bocadinho) durante o fim-de-semana. Não estou sequer a seguir nenhuma dieta, nem conto calorias. Além disso, e isto para mim tem sido o mais importante, aprendi a ler os rótulos. O problema não está no açúcar que tem aquele quadrado de chocolate que comemos quando temos vontade e ele grita por nós da dispensa, o problema está no açúcar das bolachas 'light' que ingerimos sem dar conta ou no açúcar adicionado aos iogurtes aparentemente inofensivos. O segredo é - quando como açúcar como porque quero e não porque ele está lá sem eu dar conta. Acreditem, é difícil encontrar coisas sem açúcares adicionados, mas vale a pena o esforço!

 

Se é verdade que o ginásio me tem roubado bastante tempo (e aqui o blogzinho é o que tem sofrido mais) a verdade é que me sinto bastante melhor, mais forte e saudável. Se calhar daqui a um ano volto a ser a lontrinha que era, mas por agora estou feliz 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D