Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Experiência Kobo

por Miss F, em 03.06.15

Era uma pessoa céptica com as tecnologias e a literatura. Achava que ler tinha de envolver virar a página e sentir o cheiro dos livros. Nem sequer pensava nisso, para mim um e-reader era um gadget desnecessário, quem gosta de ler não usa essas coisas, isso é para aqueles que só querem ter o último grito da moda na tecnologia. 

 

Até que o namorado de uma amiga lhe ofereceu um. Primeiro olhei desconfiada, achei impessoal, não tinha aquele cheiro, sabem o cheiro a folhas novas à espera de serem descobertas? Depois percebi que tinha mais funcionalidades - até tem sudoku! Fui vendo o dela, li algumas páginas para ver a qualidade e fiquei chocada - olhar para aquilo é como olhar para uma folha de papel, não nos cansa a vista como acontece com um tablet (que era um dos meus argumentos contra). Eu e outro amigo ficamos rendidos, ele recebeu no aniversário dele e eu fiquei invejosa, também queria um. Fui falando mais e mais sobre o assunto com o meu moço, elogiando e dizendo como aquilo era de facto espantoso. Ele, surpreendido diz-me 'Então mas não eras contra essas coisas? Não dizias que quem gosta de ler pega num livro e não numa máquina?'. Sim, eu achava isso tudo. Mas como dizia o outro (e o outro é o senhor James Lowell):

 

"The foolish and the dead alone never change their opinions"

 

 

Como não sou tola, nem estou morta, acabei por me render a esta tecnologia. Então, no meu aniversário e com medo de estar a cometer um erro o meu moço lá me ofereceu o Kobo Aura. E que maravilha que isto é. Sabem quando estão a ler na cama e já não tem posição de estar porque têm de inventar novas formas de agarrar no livro? Com o Kobo isto não acontece. Sabem quando querem estar a tomar uma refeição e a ler mas as páginas não param quietas e tem de estar sempre com uma das mãos a segurar, tornando assim muito difícil comer? Com o Kobo isto também não acontece. Sabem quando têm curiosidade para saber quanto tempo demoraram a ler? O Kobo diz-nos quantas páginas lemos, em média, por minuto. 

 

E agora vocês perguntam-se Então e os livros onde ficam? Vais deixar de ler em papel? Não. Assim como assim sou materialista e apegada aos meus livros, por isso os meus autores preferidos vão continuar a ser lidos em formato papel, gosto das minhas colecções e vou continuar a tê-las. E vamos conviver os três muito bem, o Kobo, os livros físicos e eu. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:49



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D