Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Já tenho pulseira electrónica

por Miss F, em 29.05.15

Tendo terminado o meu contrato e estando eu no direito de receber subsídio de desemprego até encontrar novo emprego dirigi-me hoje ao Centro de Emprego da minha área de residência. Entregaram-me uma série de papéis, sendo um deles os direitos e deveres do desempregado. Até parece que voltei ao 9º ano onde nas aulas de Formação Cívica esmiuçavamos os direitos e deveres dos alunos. Fiquei então desde logo obrigada à apresentação quinzenal na minha Junta de Freguesia, pensei que essa obrigação era apenas para quem estava já efectivamente a receber subsídio mas não, até ao próximo dia 15 de Junho tenho de comparecer sob pena de serem anuladas as prestações sociais. Que ainda não recebi. E que não sei quando vou receber. Pormenores. Eu até acho muito bem que haja um certo controlo destas coisas e que as pessoas não usem o subsídio de desemprego para férias prolongadas. Mas estas apresentações servem exactamente para quê??? E se eu quiser ir para o estrangeiro explorar oportunidades de emprego? Não posso. Porque eu sou uma criminosa. Por curiosidade fui ver o Termo de Identidade e Residência e encontrei, na página da Procuradoria-Geral Distrital do Porto o seguinte:

 

"É de aplicação obrigatória, sempre que alguém for constituído como arguido, e consiste, para além da identificação do arguido e da indicação da sua residência, em o arguido ficar obrigado a comparecer perante as autoridades sempre que a lei o obrigar ou para tal for notificado (...)"

 

Portanto eu que sou arguida do crime de desemprego involuntário tenho já datas marcadas para me apresentar, mas um criminoso na verdadeira acepção da palavra fica sujeito a notificação e tem de ir lá quando alguém quiser. Está certo. Dei-me ainda ao trabalho de ir verificar se quem tem direito ao Rendimento Social de Inserção tem de se apresentar e apenas encontrei alusões vagas a reuniões convocadas por um Núcleo de Inserção, contudo não encontrei em sítio algum a frequência dessas reuniões. Se alguém souber que me indique que tenho realmente curiosidade em perceber porque há uma diferença de tratamento entre quem descontou e recebe um subsídio para o qual contribui e quem nunca descontou, tem BMW's à porta, faz pouco dos outros que descontaram e coitado é muito pobrezinho e não tem meios de se sustentar e por isso toma lá 1000€ só porque sim.

 

Bem agora é procurar activamente emprego porque realmente dá menos trabalho trabalhar do que estar desempregado. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D