Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Odeio pessoas

por Miss F, em 07.10.15

que assumem que quem trabalha no atendimento ao público é um ignorante sem formação nenhuma.

 

E isto tanto serve para presencial como telefónico (já passei pelos dois). Para melhor dissecar estas pessoas vou contar-vos uma história. Depois de acabar a licenciatura vi-me desempregada (como tantos outros) e fui recorrendo a este e àquele trabalho, um deles embrulhos na altura do Natal. Estava eu na minha labuta quando vejo uma cara conhecida, uma antiga professora na fila para recorrer aos meus préstimos. Quando chegou à vez dela (ainda me lembrava do nome) disse-lhe que não se devia lembrar de mim porque já tinham passado alguns anos, mas que eu me lembrava dela e sempre gostei das suas aulas (e reparem, nem sequer estava a mentir!!). Lá disse a escola e o ano para ela ficar com uma noção do tempo e ela, admitindo que de facto tinha dificuldade em lembrar-se, diz o seguinte: Então e a menina está aqui? Deixou de estudar... Mesmo assim, com reticências, sem qualquer entoação de pergunta. Por momentos até parei o que estava a fazer, olhei para ela e respondi-lhe Não, acabei o secundário com uma boa média e tirei uma licenciatura, mas como este país é tão pobrezinho vou fazendo o que posso pela vida. Escusado será dzer que a conversa morreu ali e esta grande idiota passou de uma das professoras que lembrava com mais respeito, e até algum carinho, a rosto de um tipo de pessoas que odeio, ilustrando como as pessoas são pequeninas na forma como olham os outros. 

 

E agora digam-me lá, quantos de vocês já sofreram isto na pele e odeiam estas pessoas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:40


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Isabel Sousa a 07.10.2015 às 17:47

Eu... Tirei uma licenciatura , e vim para a minha terra trabalhar. Trabalhei como recepcionista num hotel até arranjar um emprego numa Farmácia. Na altura toda a gente dizia que eu não tinha conseguido acabar o curso por isso trabalhava numa recepção. Enquanto que a única coisa que queria era ganahar dinheiro para tirar a carta de condução. Enfim...
Imagem de perfil

De Miss F a 07.10.2015 às 21:03

As pessoas são tão rápidas a julgar que metem nojo! É o problema de vivermos num país pequenino.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 08.10.2015 às 09:24

É muito fácil tecer juízos de valor quando não se passam por situações complicadas. Quem tem a sorte de tirar uma licenciatura e conseguir logo trabalho, encarrila pelo caminho que deve ser o correto para eles, aqueles que não têm a mesma sorte, ou deixaram de estudar, ou não têm tanto valor, não há mais nenhuma hipótese.. Já ouvi de tudo!
Imagem de perfil

De Miss F a 08.10.2015 às 23:03

Sim, parece que quem, seja porque razão for, trabalha ao público é um troglodita sem estudos.. É mesmo verdade, quem nunca passou pelas situações é quem julga mais rápido!
Imagem de perfil

De ó menina a 08.10.2015 às 17:37

Há gente priveligiada que teve acesso a formação académica e nunca teve de fazer pela vida para ter uma profissão reconhecida mas, a quem falta muita formação e educação. Por essas e por outras acho que contratar professores tendo como principal critério o tempo de serviço e notas está errado. Também deviam passar por entrevistas e uma avaliação psicológica. Não tenho filhos mas, se tivesse não gostava que fossem alunos de alguém com vistas tão curtas.
Imagem de perfil

De Miss F a 08.10.2015 às 23:06

Pessoas que olham de cima nunca deviam ter a cabo a tarefa de ensinar os jovens, são muitos os que não conseguem ver além dos seus preconceitos. Mas é este o país que temos.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D