Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

His name is Bond. James Bond.

por Miss F, em 12.11.15

E está bom como tudo. Antes de uma crítica ao filme em si tenho de desabafar convosco, o Daniel Craig neste filme está de arrancar cabelos meninas! Vocês corram aos cinemas e vejam-me este pedaço de homem! Primeiro ainda achei que era só eu e, quando soube que uma amiga já tinha ido ver o filme, perguntei-lhe Sou eu que estou com as hormonas aos saltos ou o Craig está particularmente sexy neste Bond?? ao que ela respondei Estaremos ambas então.... Está maravilhoso. Hoje estive com outra amiga que diz o mesmo. Posto isto avancemos para a parte séria da coisa.

 

Bom, o filme está cerregadinho de clichés do Bond. Mas, se assim não fosse deixava de ser o Bond. Uma das coisas que mais gostei foi do facto de pegar nos três anteriores (Casino Royale, Quantum of Solace e Skyfall) e levar a história um passinho à frente, há uma relação vincada com os vilões anteriores, volta-se a falar da Vesper Lynd, uma personagem que é das minhas favoritas de sempre do 007, e também na saudosa M. Normalmente sou muito saudosista e resistente à mudança em filmes/livros que gosto, mas no Bond tenho gostado das novas personagens. O novo Q é muito engraçado, gosto imenso da Moneypenny e o Ralph Fiennes está muito bem como o novo M.

No capítulo das senhoras, gostei muito da Léa Seydoux como Bond Girl, acho que tem o equilíbrio perfeito entre inocência/pureza e badass. A cena da Monica Bellucci é das mais fraquinhas do filme, acho que não a souberam aproveitar bem. Isto porque as cenas são quase dispensáveis, podiam ter enquadrado a coisa de outra forma. Contudo, a senhora é, e arrisco-me a dizer que será sempre, um mulherão. 

Por fim, o mais importante de tudo, sem o qual o filme não tem razão de ser - o vilão. Christoph Waltz é conhecido por fazer bem papéis de vilão e, mais uma vez não desilude. Mas se não desilude, também não surpreende. Acho que é demasiado linear e compostinho. O vilão em si é bom, a forma como está construída a personagem é das mais interessantes. Mas depois do brilhante Silva (Javier Bardem) a fasquia estava muito alta.

 

 

Para terminar, nunca fui grande fan do Daniel Craig como Bond, gostei do Casino Royale mas não fiquei impressionada com a prestação dele, não gostei do Quantum of Solace, e só no Skyfall é que gostei dele como Bond. Mas volto a referir - o Craig neste está um pedaço de mau caminho. Até a forma como ele ajeita a manga do casaco é sexy. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:30

Big Eyes

por Miss F, em 19.03.15

Admito, sou fan do Tim Burton. Não sou a maaaior fan, mas gosto muito. O Big Eyes é um daqueles filmes que não é extraordinário, mas vê-se bastante bem e acho que a diferença está em ser do Tim Burton. A história é impressionante, mostra muito daquilo que é a natureza humana, o que a ambição faz às pessoas e como alguém se pode aproveitar do trabalho dos outros para obter os louros, sempre camuflando com boa vontade. Gosto de filmes inspirados em histórias verídicas, fazem-nos pensar mais. Neste caso, além da história também adorei a parte visual, desde os cenários e do vestuário das personagens à arte em si. Fiquei com taaanta vontade de ter um Big Eyes só para mim. Voltando ao Tim Burton, esta é daquelas histórias que facilmente se podiam tornar num dramalhão cansativo, com lágrimas e gritos (que também tem) mas consegue tornar-se cómico sem ser a gozar com a situação. Tem uma leveza que permite que a história nos toque mas de uma forma subtil, sem nos cansar. E essa é a arte do Tim Burton, caricaturizar coisas que à partida são desagradáveis tornando-as visíveis sem serem 'arrebatadoras'. Tornar coisas que não gostamos em coisas que passamos a gostar. Eu não gosto de filmes de crianças, não sei se é defeito, mas não são a minha onda. Alguém insistiu muito para que visse o Charlie and The Chocolate Factory, eu não queria porque era infantil. Já revi umas três ou quatro vezes. E lá está, para mim a diferença está toda no Tim Burton!

 

maxresdefault.jpg

E se alguém me quiser oferecer um destes quadros é só dizerem :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:11

Fifty Shades of Grey - The Movie

por Miss F, em 26.02.15

Finalmente, finalmente fui ver o Fifty Shades!! Adorei. Sim, tem menos cenas de sexo que o livro. Sim, as cenas são bastante mais soft. Sim, o rabinho e os abdominais do Jamie Dornan acrescentam uns pontinhos ao filme. Mas no geral gostei muito. Acho que ela está perfeita no papel, vai crescendo ao longo do filme. Ele está bem mas o Christian dos livros é mais frio, mais distante e menos sorridente. Acho que podia estar melhor. Já tinha falado na banda sonora e agora ainda gostei mais, as músicas ligam muito bem com as cenas. 

 

Naturalmente não é uma obra prima do cinema, tal como o livro não é uma obra prima da literatura, mas é um filme que se vê bem, o tempo passa a correr e quando chegou às cenas finais eu pensei 'Jáaaaa?? Mas eu ainda podia estar aqui mais três horas a ver isto!!!'. Gostei mesmo. Mas eu também gostei dos livros, portanto já estava à espera de também gostar do filme. E acho que se houvesse mais sexo e mais explícito seria constrangedor ver no cinema, pornografia vê-se no aconchego do lar, tá?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

50 Shades of Music

por Miss F, em 19.02.15

Finalmente já chegou o tão aguardado Fifty Shades of Grey. Admito, contrariamente às minhas expectativas, ainda não fui ver. Sendo os Óscares já este domingo tenho dado primazia aos filmes nomeados e neste fim de semana aproveitei para ver o Birdman, agora só me falta o Boyhood e o Still Alice, espero consegui-los ver até domingo. Além disto uma amiga com quem tinha combinado ir esta sexta-feira lembrou-se de partir o pé e deixou-me sem companhia! Ainda vou acabar numa sala de cinema sozinha com as pessoas a olharem para mim de lado... O meu homem já disse que tem todo o gosto em ver, mas no aconchego do lar, não vai ao cinema ver isto, por isso estou órfã de companhia!!

 

Mas o assunto do post não era este, apesar de ainda não ter visto o filme já ouvi (e tornei a ouvir, over and over) a banda sonora e, meus senhores, está divinal!!! Embora todas sejam fantásticas destaco três músicas em particular: Meet me in the Middle (Jessie Ware), Love Me Like You Do (Ellie Goulding) e One Last Night (Vaults). São tão, tão boas! Podem ouvir o cd no Spotify (é onde tenho ouvido), embora não consigam ouvir as duas da Beyonce (não tenho a certeza mas se calhar a cantora não deixa, vá-se lá saber).

 

Quanto ao filme não deixa de ser engraçado ver críticas péssimas, pessoas a dizerem que nem pensar que iam ver tal coisa e o filme ter batido os recordes de bilheteira do Avatar no fim-de-semana de estreia... Tenho para mim que muitos aproveitaram o Carnaval e foram mascarados ver o filme. Ah e os livros voltaram a muitos Tops de vendas. Mas que fique claro, aquilo é uma bardajice, uma nojeira, só quem não tem cérebro é que lê/vê!! Hmm hmm, me engana que eu gosto!fi

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:07

O filme sensação do momento. Tenho pena de não ter escrito imediatamente após o filme porque agora já sinto o efeito que o filme causa a desvanecer. É incrível, arrebatador até. Sim, tem naves espaciais que não é muito a minha onda, mas tem a Anne Hathaway que se tem vindo a tornar uma das minhas actrizes predilectas. É um filme complexo e grande (cerca de 3h) mas vale a pena cada minuto. É um filme que se passa lá em cima nas estrelas mas é muito mais sobre o que se passa cá em baixo, sobre o que é o ser humano, como funciona, o que o motiva, o que o faz 'pôr-se a mexer'. Tem tanto de ciência como tem de sentimentos. Houve quem não tivesse gostado, quem não tivesse percebido bem o objectivo ou tivesse achado que era delusional, mas estamos a falar de pessoas que foram ver um filme de 3h à sessão da meia noite durante a semana e que já saíram de lá a cair de sono. Pois meus amigos, de facto não é um filme para ver assim, para o perceber há que lhe dar atenção.

 

Adorei o filme, as teorias da relatividade tempo-espaço fascinam-me, já me tinham fascinado no Lost (que saudades desta série) e fascinaram-me mais quando vi um documentário do Discovery Channel que tentava explicar estas teorias. Ontem li este artigo que torna todo o filme ainda mais especial. Os efeitos especiais para este filme foram desenvolvidos através de bases matemáicas, o que levou o cientista que colaborou no filme, Kip Thorne, a descobertas científicas afirmando mesmo que com base no que foi feito para o filme consegue publicar dois artigos científicos, pelo menos. Isto é para mim espantoso, duas áreas que à partida não têm nada em comum conseguem afinal ser complementares. O que é feito como arte, para entretenimento, consegue ter aplicabilidade científica, é a realidade a imitar a ficção.

 

Resumindo - vão ver de mente aberta e desperta, vale muito a pena! Fica também o trailer para darem uma espreitadela.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Fifty Shades of Grey

por Miss F, em 14.11.14

Já chegou!! O tão aguardado segundo trailer do Fifty Shades of Grey viu esta madrugada a luz do dia. Esperava um pouquinho mais, o primeiro trailer foi tão WOW que achei que íamos ter um pouco mais no segundo.. Mas ainda assim, é bom, é muito bom! Estou a aguardar ansiosamente o filme, há ali uma linha ténue entre o erótico/sensual e o vulgar que não sei como conseguirão equilibrar no filme. Nos livros cada um tem a sua imaginação e fica dentro da nossa cabeça, em filme estou sinceramente curiosa para ver como vão agarrar a história, como vão entusiasmar sem ser too much, we'll see, we'll see.

 

 

Se o IMDB estiver certo teremos o privilégio de a estreia ser antes dos EUA e UK. Para Portugal tem estreia marcada para o dia 12 Fevereiro - sim, mesmo a tempo do São Valentim! Achei desde sempre a melhor data para a estreia, bastante sugestiva e com um óptimo timing. Ao nível do marketing acho que a data é propícia a esgotar em muitos cinemas no fim-de-semana da estreia.

 

Quanto aos actores acho a Dakota Johnson (que por cá era possível vê-la na série Ben & Kate na FoxLife) uma escolha muito acertada, o Jamie Dornan ainda não estou completamente convencida, só depois de ver o filme é que vou decidir. Há cenas no trailer em que está perfeito, há outras que não é bem, bem aquilo. Mas é esperar para ver!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:11

Hunger Games: Mockingjay Part I

por Miss F, em 10.11.14

Finalmente está a chegar o novo Hunger Games! Confesso que este foi um dos casos em que primeiro vi o filme e só depois me rendi aos livros. Como sempre, achei os livros bastante mais completos e melhores que os filmes, mas ainda assim estou muito ansiosa por este filme.

 

Estreia já dia 20 de Novembro (só faltam 10 dias!!!)  e as expectativas são muito altas. Para quem ainda não entrou no mundo do Hunger Games esta é a altura ideal para verem os dois primeiros filmes e aproveitarem o terceiro para uma ida ao cinema!

 

Os dois anteriores filmes tinham excelentes bandas sonoras, incluindo os Coldplay, os Arcade Fire e os Imagine Dragons, mas também a Ellie Golding, Taylor Swift e a Lorde. Neste terceiro filme a Lorde volta a participar e desta vez, além de dar voz ao tema principal Yellow Flicker Beat é também a responsável por toda a banda sonora. Deixo-vos também o vídeo com imagens dos filmes.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:47


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D