Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Prendas de Natal

por Miss F, em 29.12.15

Eu não gosto de ser cara de cú (remeto-vos para este Especial de Natal) e normalmente sou aquela pessoa que abre meias e grita de felicidade. Mas este ano, como vos disse aqui, não estava nem cheguei a ficar com espírito natalício, por isso até com as prendas a minha reacção foi um pouco meh. 

 

Há duas coisas que acho que toda a minha família sabe que gosto (ou devia saber... basta olharem para mim!): Livros e Maquilhagem: ando sempre com um livro na mão e com batom nos lábios. Posto isto devia ser fácil oferecer alguma coisa, certo? Errado. Vamor por partes. Para oferecer um livro não é dificil, há sempre a solução do cartão Fnac, que até podem ser apenas 5€ ou 10€, mas já ajuda! Depois podem oferecer um livro que tenham gostado, um livro que esteja no Top de Vendas ou um livro que alguém vos recomendou. Em último caso, dêem o talão para troca e garanto que acertam se a pessoa for livrólica, como é o meu caso. A alternativa (que já exige esforço e preparação) é reparar nas estantes da pessoa ou nas partilhas que faz nas redes sociais. Ou sei lá, conversarem com a pessoa sobre livros, perguntem a alguém que goste de ler 'que livros recomendas?' 'que tens andado a ler?' e coisas do género e nós vamos delirar (mas sim, eu sei, conversar hoje em dia está tão fora de moda), depois é só decorarem um ou dois autores e voilà, já têm prenda para quem gosta de ler!

 

Quanto à maquilhagem... Há tanta margem para as pessoas se esbarrarem ao comprido. E esbarram sempre. Vamos lá ver uma coisa, uma pessoa que gosta MESMO de maquilhagem tem carradas dela. Mas há coisas que nunca falham e que nunca são demais - a dupla Batom e Rímel. Agora se há coisa que falha sempre são aquelas sombras manhosas que ninguém usa. Sabem aqueles conjuntos xpto com mil sombras e maquilhagem diversa de péssima qualidade? Exacto, ninguém os usa. E todos os anos eu recebo um ou dois, lucky me! É que a sério pessoas, eu não sou esquisita, nem sequer estou à espera que me ofereçam coisas da MAC, isso eu compro. Mas um singelo batom básico da Kiko, que tem mil cores disponíveis, está disponível a partir de 3,90€. Um rímel também não é uma exorbitância. Agora, pessoas que me lêem, nunca, mas nunca, em momento algum da vossa vida, dêem um conjunto manhoso de sombras e maquilhagem diversa a alguém que gosta de maquilhagem. Ou dão umas sombras já jeitosas (por exemplo, um conjunto para fazer smokey eye) ou então escolham outra coisa. Mais cedo ou mais tarde esses conjuntos acabam no lixo.

 

Como já perceberam este ano não fiquei fan dos meus presentes. Só recebi um livro e o moço ainda tem o descaramento de me dizer 'Estive para te comprar uma biografia do Churchill, sabes aquela do Martin Gilbert? Mas achei que não era uma boa prenda de Natal'. E agora digam-me se não era dar-lhe com as 900 páginas que o livro tem na cabeça até ele aprender que uma boa prenda para mim é sempre um livro?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Melhor Prenda de Natal

por Miss F, em 25.12.15

Uma constipação dos diabos, estou aqui que não posso. E só recebi um livro. UM! Ainda por cima já sabia porque fui eu que escolhi. Já não há respeito por quem lê.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:54

Feliz Natal!!

por Miss F, em 24.12.15

E pronto era só isto. Comam bastante, fiquem a rebolar em sonhos e rabanadas, e acima de tudo desejo-vos muito amor, dêem bastante e recebam ainda mais!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:12

Odeio pessoas - Especial de Natal

por Miss F, em 23.12.15

A época natalícia traz-me tantos ódios, por isso decidi fazer um especial com todos os comportamentos que me irritam nesta altura. Por isso aqui vai - odeio pessoas:

 

  • que fazem sempre cara de cú (não há outra expressão) quando abrem as prendas e dizem sempre 'Ah não era bem isto que eu queria'. Enjoadinhos.
  • que todos os anos dizem 'Este ano é só uma lembrancinha, pode ser que para o ano seja melhor!'. Todos sabemos que nunca vai ser e fica bem melhor dizer apenas 'espero que gostes' do que tentar justificar, cada um dá o que pode e a mais não é obrigado.
  • que comparam o que receberam com o ano anterior e com o que os outros receberam. Invejosas.
  • que passam a noite e o dia a dizer 'Não posso comer mais nada' mas a cada 20 minutos estão de volta dos sonhos.
  • que estão o tempo todo a reparar naquilo que os outros comem (normalmente são os mesmos do ódio anterior).
  • que aproveitam o Natal para falar mal de quem não está presente.
  • que se sentam em frente à TV como se fosse um dia normal e não fazem um esforço por conviver e conversar. Ou que se agarram aos telemóveis.

 

Bom e é isto meus amigos. Aposto que todos vocês têm alguém no vosso círculo que é assim, sintam-se à vontadinha para acrescentar categorias de comportamentos natalícios irritantes

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:56

Aquele momento

por Miss F, em 16.12.15

Em que percebes que falta uma semana para o Natal, ainda não compraste nenhuma prenda, não tens ideias para prendas e só vais ter tempo no dia 23. É um mau momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 16:47

Este ano estou Grinchada

por Miss F, em 25.11.15

Daqui a um mês, a esta hora, estamos sentados no sofá, de barriga cheia, a debicar uma filhós aqui e um sonho ali, a decidir entre mais um Ferrero Rocher recebido na noite anterior ou mais umas quantas nozes, enquanto vemos um filme em família (e vai sempre haver alguém que o viu no cinema e vai dizer como acaba). Daqui a um mês já foram as prendas, já foi a emoção da meia-noite, já foi tudo. E neste mês não há nada que me apeteça menos.

 

Lembro-me que quando era pequenina o Natal era assim uma coisa para cima de espectacular, no dia 24 a família chegava cedo, às oito estava tudo à mesa pronto para o bacalhau com as couves, os miúdos mal comiam enquanto iam olhando para o relógio à espera da meia-noite e a tentar adivinhar o que iam receber, os graúdos iam pondo a conversa em dia enquanto troçavam dos mais novos. Até chegar à meia-noite havia jogos, risos e brincadeiras, gritos das mães para fazermos pouco barulho, e toda uma azáfama na cozinha para lavar a loiça a tempo da meia-noite (que ninguém recebe o Pai Natal com os tachos por lavar). Às onze e meia começava a correria para cada um dar o sapatinho para pôr na chaminé, sem isso o Pai Natal não deixa cá nada, e agora ala para o quarto que o Pai Natal não quer ser visto. Meia-noite. Ansiedade. No meu são 23h59! No meu já é 00h01! Até ouvirmos os gritos 'Poooodeeeeem viiiir!!' e aí começava a maratona até à chaminé, para ver quem chegava primeiro, para ver quem tinha mais prendas, para rasgar os embrulhos a toda a velocidade. E depois da meia-noite brincavamos com o que tínhamos recebido, comíamos doces e os adultos conversavam. O dia 25 era quase um dia de reflexão, almoço tardio que se transforma em lanche, um cházinho para ajudar na digestão, e ver um filme em família ao final do dia.

 

Depois cresci. E depois o Natal foi perdendo a piada. Eu costumo adorar o Natal. Por esta altura normalmente já ouvi quinhentas vezes o meu CD de Natal, já ando de sorriso nos lábios nos centros comerciais quando olho para as decorações e já só penso em Natal. Mas nos dois últimos anos, por mais que me esforce por tentar tornar o Natal especial as pessoas não querem saber. Preferem estar coladas à televisão a ver estranhos a abrirem presentes num reality show e a dizerem o quão especial é o Natal. E a minha família prefere isto a realmente estar em família. E eu cansei. Este ano não vou fazer os meus biscoitos, não vou fazer o meu bolo de chocolate, não vou escolher uma playlist para pôr a tocar durante o jantar, nem tão pouco me vou chatear. Mas já deixei uma promessa - se escolherem sentar-se em frente à TV ao invés de convivermos, como família, eu pego num livro e ponho-me a ler. Porque se é um dia como os outros então eu fico a fazer o que mais gosto.

 

Por estas e por outras, este ano estou Grinchada.

 

how-the-grinch-stole-christmas-christmas-movies-17

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:30

Natal

por Miss F, em 10.11.14

Então, já se pode falar de Natal??

 

Nos centros comerciais já começam a surgir as primeiras decorações, o tempo também já arrefeceu para se instalar o clima de Natal e já começo a pensar no que vou oferecer a cada pessoa. E começo também já a pensar nas prendas que gostaria de receber.. Assim de repente um Natal só com livros parece-me bastante bem, mas a verdade é que as pessoas já quase se recusam a oferecer-me livros!

 

Quanto aos meus desejos para este ano não me importava nada de receber um livro do Saramago daquela nova colecção com as capas coloridas, o novo do Haruki Murakami, um dos packs do Murakami que vêm enrolados num lenço muito giro ou o The Silkworm, de Robert Galbraith, o pseudónimo da J.K. Rowling. 

 

A um mês e meio do Natal já tenho vontade de ouvir a minha tracklist natalícia, para quem se quiser inspirar aqui fica o meu Top 5 :)

 

1. Frank Sinatra - Let it Snow, Let it Snow, Let it Snow

2. Andy Williams - It's The Most Wonderful Time of The Year

3. Ella Fitzgerald - Sleigh Ride

4. Dean Martin - Rudolph the Red Nose Raindeer

5. Mariah Carey - All I Want for Christamas Is You

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:09


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D