Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Abdica-se de nacionalidade

por Miss F, em 26.03.15

Depois da triste figura da embaixadora portuguesa na Finlândia, do novo hit da Ana Malhoa e do novo hino de apoio para Sócrates tenho vergonha de ser portuguesa e estou preparada para abdicar da nacionalidade. Ninguém merece!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:07

Saiu recentemente (em Outubro sensivelmente) a notícia que o MNE ia abrir concurso para estágios profissionais em Março. Desde que acabei a licenciatura, em 2012, é a primeira vez que o fazem. No meu actual trabalho o contrato acaba em Maio (sem hipótese qualquer de renovação, como em todos os sítios no fundo) e pensei que esta podia ser uma boa oportunidade de trabalhar na minha área de formação, Relações Internacionais. As candidaturas abriram na segunda-feira e ontem registei-me no site e iniciei o processo de candidatura. Preenchi os meus dados pessoais, habilitações académicas e para avançar aparecem alguns itens tipo termos e condições e deparo-me com a alínea d), ponto 2:

 

"[Declaro que] não exerci uma ou mais atividades profissionais por um período seguido ou interpolado, superior a 12 meses"

 

Esta alínea exclui-me de me candidatar a um estágio na minha área porque, admirem-se, desde que acabei a licenciatura, HÁ 3 ANOS, tive de trabalhar. Coisas da vida, ter de trabalhar para viver. Ter contas para pagar, tirar uma Pós-Graduação e, sei lá, comer, obrigaram-me a trabalhar num sítio com condições precárias, a fazer uma coisa que não gosto. E sou prejudicada por isso. Mas após 8 meses de desemprego tive de aceitar o que havia. Isto leva-me a concluir que estes estágios são apenas para quem, aos 22 anos (tendo iniciado a licenciatura aos 18 e feito tudo certinho) nunca teve de trabalhar, excluindo assim aqueles que tiveram de pagar os estudos e aqueles que, sem perspectivas de trabalhar na área, tiveram de se fazer à vida nos entre-tantos (duas situações em que me incluo). Acho que vai ser um desafio encontrar pessoas até aos 30 anos que nunca tenham trabalhado um ano. Ou não, se formos procurar camadas da sociedade mais abastadas onde as pessoas não são obrigadas a trabalhar se querem estudar. E atenção que não tenho nada contra estas pessoas, acho que, se podem, devem aproveitar a situação. Mas acho injusto que eu (e a maioria dos meus colegas que acabaram o curso em 2012 e 2013) não possa concorrer a um estágio na minha área porque trabalhei noutras áreas para ter dinheiro. Sim, podem-me dizer que um estágio é para quem não tem experiência, é para aprender. Mas de facto eu na minha área não tenho experiência nenhuma. E se calhar nunca vou ter neste país onde os regulamentos e portarias estão muito longe da realidade.

 

Mas pode ser que um dia ainda possa vir a trabalhar na área. Quiçá lá fora.

 

Portanto deixo um apelo sentido: jovem que nunca trabalhaste, se ambicionas começar a tua actividade profissional agora que já estás crescido, aproveita, este estágio é para ti!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:36


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D