Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Desde 2014 que andava para ler este livro, uma colega de trabalho recomendou dizendo Gostei tanto, é tão imprevisível e tão bom que quando acabei voltei ao início. Mas fui lendo isto e aquilo e fui adiando este. Até que a Maria postou uma frase que me convenceu, depois a Magda disse que ia ler este e combinamos fazer uma leitura conjunta. Por fim, a Azulmar juntou-se à festa e assim iniciámos esta aventura.

 

A sinopse é bastante simples e até pode parecer mais um daqueles livros de investigação. Tanto assim é que apesar da recomendação e das críticas a sinopse não me fazia ter vontade de o ler. Mas acreditem que neste caso a sinopse não faz jus ao livro. É dos melhores livros que li este ano e, a nível de policial/investigação/mistério/thriller, mudou a forma como olho para este tipo de livros. O final é tão impossível de adivinhar, vai tendo tantas reviravoltas que chega a uma altura que ficamos confusos. E não é só no mistério inicial do desaparecimento da Nola, cada nova descoberta traz consigo mais mistério e mais confusão. Mas, se em alguns livros o final é tão rebuscado que nem faz sentido, neste faz todo o sentido, não é só imprevisível porque sim, não há uma tentativa de um final à 'três pancadas' só para surpreender.

 

A escrita é acessível sem ser simples, mas também não é pretensiosa. O ritmo do livro é impressionante, é um verdadeiro turn pages que não apetece largar nunca. Cheguei a dizer à Magda e à Azulmar que quando estava ocupada com coisas que tinha mesmo de fazer mas eram pouco interessantes estava sempre a pensar que podia estar a ler, quase contava as horas até poder retomar a leitura, ficava o dia todo com o Quebert na cabeça. É daqueles livros que por muito que escreva só conseguem perceber lendo.

 

Quanto às personagens nunca me senti tão enganada, defraudada, surpreendida, zangada e irritada como neste livro. Cada uma delas é um poço de surpresas, passei de odiar umas para sentir compaixão uns capítulos à frente, outras passei da admiração à incredulidade.. Enfim, este livro foi uma verdadeira montanha-russa de emoções! Acho que o livro ganha muito com estas variações, há uma expressão que gosto muito - as pessoas não mudam, revelam-se -, e neste livro isso vai acontecendo como na vida real, consoante vamos sabendo mais detalhes sobre as personagens a nossa opinião vai mudando. Quem, na vida, nunca ficou desiludido com um amigo ou surpreendida pela positiva com outro? 

 

Um dos aspectos que mais gostei neste livro é o facto de falar muito sobre livros e escrita, como adoro ler e escrever estes temas conquistam o meu coração! Para mim um livro é bom quando tem muitas frases que eu leio e penso 'Caramba, quem me dera ter escrito isto'. Uma das melhores e das minhas preferidas a Magda já partilhou, mas deixo-vos com outra que também gostei bastante:

 

Life is a long drop down, Marcus. The most important thing is knowing how to fall.

 

Resta-me ainda dizer que, embora possa parecer pretensioso da parte do autor, a verdade é que o próprio tem noção que escreveu um excelente livro e não tem medo de o assumir. E isso vê-se no Epílogo, ele tem noção do efeito que o livro tem nas pessoas. E se a humildade é uma virtude, reconhecer que se fez um bom trabalho também pode ser difícil.

 

Pontuação: Desde que comecei este sistema este foi o livro que mais fiquei na dúvida entre 4  e 5 . O livro é excelente, tem um impacto brutal em nós, a história está muito bem construída e desenvolvida (e nem sempre uma boa ideia consegue ser bem desenvolvida) e por isso merece . Mas há qualquer coisa nas personagens que me faz gostar um bocadinho menos (comparando com outras personagens que já li) e pensei dar . Por isso acho que me fico pelo  e meio!

 

Magda e Azulmar foi um gosto partilhar convosco esta aventura, foi a primeira leitura conjunta que fiz e gostei muito, sofro muito quando estou a ler um livro e não tenho ninguém com quem partilhar, por isso saber que podia comentar convosco tornou a leitura melhor! Agora, vocês que me estão a ler, ide visitar estas moçoilas e vede o que elas têm a dizer!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D